divagações

Um beijo e uma polémica bacoca

Acabei de saber agora mesmo, através do blog da Maria João Nogueira, que duas atletas russas estão a causar polémica por terem dado um beijo na boca uma à outra na cerimónia de entrega das medalhas nos mundiais de atletismo. E isto, esta polémica bacoca (mais uma) de quem não tem mais nada para fazer a não ser meter-se na vida dos outros, nem é o pior.

Os media portugueses há algum tempo que sofrem do mal de replicar aquilo que vêm nos media internacionais. Pelo meio, esquecem-se de confirmar (total ou parcialmente) os factos, ou então distorcem as coisas talvez para tentarem vender mais umas cópias. Foi o que parece ter feito o Jornal de Notícias, como aponta a Maria João:

Há mesmo quem faça notícias dizendo “Beijo lésbico de atletas russas acende polémica“. Ora isto é uma de duas coisas. Ignorância ou sensacionalismo manipulador.

Toda a gente sabe (ou devia saber) que o beijo na boca é uma saudação banal, na Rússia, sem qualquer contexto homossexual.

E toda a gente devia saber, porque há inúmeros exemplos (uns mais icónicos do que outros) disso mesmo. São habituais e frequentes, as imagens de atletas, políticos, etc., Russos, a beijar-se na boca por dá cá aquela palha.

Esta mania de fazer eco do que os outros escrevem, sem também confirmarem a informação, é um dos motivos que me levou a afastar bastante de jornais e noticiários. Os únicos blocos informativos que vejo são o Jornal 2 e a Euronews; no que toca a jornais, muito ocasionalmente visito o site d’O Público. A informação que consumo vem quase todas das redes sociais e de alguns media internacionais que eu sigo nestes sites.

Isto não me protege de informação errada. Como estou sempre sujeito a ela, prefiro tê-a mais rapidamente do que esperar que algum jornal português a apanhe e replique quase ipsis verbis. Ao fazerem isto, e mais umas quantas coisas, não é de admirar que cada vez tenham menos leitores e caminhem para a morte. No entanto continuam a culpar a internet… Enfim.

Standard
humor

Começou a nova silly season dos media

conclave

Esta semana – e talvez até a próxima – deverá ser dedicada ao conclave e à escolha do novo Papa. Vão ser muitos os jogos políticos dentro daquela sala onde os cardeais vão estar encafunados. Há quem tenha dito que vai haver muito álcool, droga e prostitutas, cortesia de Silvio Berlusconi; dizem, um dos Papáveis na corrida, dada a sua alegada proximidade à máfia italiana – um dos requisitos obrigatórios para o novo representante máximo da igreja católica.

Vá, gozos à parte, preparem-se para uma possível avalanche de informação, nos jornais e noticiários, sobre o conclave. Está aberta a nova silly season dos media.

Standard
humor

15 dicas para interagir com sucesso na Internet

internet trolls
via Cagle cartoons

Hoje, estou um bocado virado para o sarcasmo. Já publiquei um post sobre ilustrações assim, e esse não será o último.

O post que se segue é uma lista de 15 truques para interagir com sucesso na Internet, criada pelo blogger Shane Nickerson. Obviamente, este sucesso é meramente sarcasmo. Na realidade, a lista não é mais do que uma coleção de comportamentos de trolling e idiotas em geral. O mal dela é que todos nós já fizemos algumas daquelas coisas, mesmo que não queiramos admitir.

Segue-se a lista:

1. When in doubt, ARGUE! Being right matters.
2. Hate everything.
3. Saw it already. Funnier the first time.
4. FAKE.
5. Did he died?
6. Make fun of something someone else loves because FUCK THEM!
7. I am so smart. SMRT.
8. LAME.
9. Racism because, just kidding!
10. Treat women like idiots.
11. Definitely comment with fervor. YOUR OPINION COUNTS.
12. CORRECT THAT PUNCTUATION AND GRAMMAR, why not?! SAVE HUMANITY!
13. fat jokes
14. Hate religion because religion hates others because you hate religion because they hate everything because you hate them. EVERYONE IS NOT AS GOOD!
14. Make a list and watch people fix numbers and add things to it…

Link

Standard
opinião

O drama da Pepa e a mala Chanel

Quem é a famosa Pepa do anúncio da Samsung, para além de uma blogger qualquer que eu nem conhecia? E que anúncio é este? Fala-se tanto desta polémica nas redes sociais e eu ainda só consegui saber que esta moça, que até é jeitosa, quer uma mala qualquer da Chanel.

Onde está o drama nisto? Se a Pepa quer uma mala da Chanel, que compre uma se puder; e oxalá que possa, porque é sinal que não vive com dificuldades. Ou peça ao José Castelo Branco, que ele(a) certamente terá bastantes e, presumo, não se importará de emprestar.

Vocês não gostavam de ter um tablet? Também é um luxo. E um novo smartphone? Aposto que também querem. Carro novo. Casa nova. Emprego (mais bem pago e) novo. Deixem lá a Pepa em paz. A rapariga foi bem mais honesta que a maioria de vocês seria no lugar dela: não escondeu que quer um artigo de luxo este ano, enquanto boa parte de vocês possivelmente apareceria no vídeo a pedir paz no mundo e outras merdas de outras tretas parvas.

No meio disto tudo, não fica mal quem criticou a moça – até porque tem esse direito -, nem a Pepa, que só pecou por não me convidar para um jantar a dois. Na fotografia, mal fica a Samsung por ter retirado o vídeo e ainda vir pedir desculpas (na minha opinião) sem qualquer motivo para tal.

Standard