dicas, geekices, software livre

Moloko, o melhor gestor de tarefas que poderão usar

Ultimamente, tenho sentido necessidade de uma ferramenta para me ajudar com o planeamento e gestão de afazeres/tarefas. À medida que elas vão aumentando em número, aumenta também a probabilidade de me esquecer total ou parcialmente de uma ou mais. E a verdade é que a memória já foi melhor.

Uma das coisas que aprecio neste tipo de ferramentas é a possibilidade de criar sub-tarefas e/ou inserir notas com informação adicional. A utilidade destas funcionalidades no desenvolvimento de um projeto é enorme! Igualmente útil na gestão das tarefas de casa, que são sempre muitas como alguns de vocês sabem. Mas, na minha humilde opinião de melhor blogger do mundo, a melhor coisa que uma lista de tarefas pode ter é contexto. Refiro-me não só a tags e listas, mas também a locais.

Pesquisei durante várias semanas por uma ferramenta que me permitisse tudo isto e só encontrei uma que me enche as medidas e já conheço há muito tempo: Remember The Milk. Esta aplicação já tem uns anos e, antes do advento do Android, usava o interface web com alguma frequência. No entanto, à medida que me fui habituando a fazer muitas destas coisas no telemóvel, deixei de a usar porque nunca encontrei um cliente gratuito decente. Podia subscrever uma conta premium no serviço e usar a app oficial, mas se não queria pagar por um cliente também não ia pagar uma subscrição. Entretanto isso mudou, como vou de seguida relatar.

Antes de bajular a aplicação, quero mencionar que experimentei várias outras: Wünderlist, Google Keep, os inúmeros clientes para o Google Tasks, Produkteev, Asana, etc. Cada um deles tem características interessantes, mas ficavam sempre àquem do que pretendo e necessito ou então tinham funcionalidades pagas. Acreditem ou não, algumas só têm alarmes para contas premium. Não acho que faça qualquer sentido cobrar por coisas básicas quando disponibilizam contas gratuitas; ou faturam tudo logo de início ou então não estão com estas merdas.

Quando já estava para desistir, decidi dar uma vista de olhos no F-Droid e encontrei a (aplicação) Moloko. Este cliente para o Remember The Milk é software livre, gratuito, todas as funcionalidades do serviço (ainda não me apercebi da falta de alguma) estão lá, usa a sintaxe do RTM e tem o nome de uma banda porreira. Só coisas boas!

Bem, a aplicação peca numa coisa: quando se define a data limite na criação da tarefa, não é possível definir imediatamente uma hora. Assim que a gravam, no entanto, passa automaticamente para o modo de edição e, aí sim, já é possível. Um pequeno inconveniente que nem o chega a ser. Ah!, e não tem widgets incluídas, mas isso não me faz qualquer diferença.

Depois de uma semana a utilizá-la, já a considero uma aplicação essencial. E, ao contrário de várias que testei, não notei qualquer impacto a nível da duração da carga da bateria. É a minha espécie de secretária pessoal. Recomendo-a vivamente!

Download
Página oficial do projeto

Standard
curiosidades

Ilustrações satíricas de Pawel Kuczynski

Pawel Kuczynski é um artista polaco que cria ilustrações repletas de sátira política, social e económica, sempre com mensagens fortes. A imagem deste post é um exemplo disso mesmo.

Sem dúvida o melhor do género que vi nos últimos tempos. Bem, mas eu sou tendencioso, porque tenho um fraquinho por praticamente tudo que contenha sarcasmo, ironia e sátira.

Se quiserem explorar o trabalho do artista, basta seguir este link.

Standard

curiosidades

First Call Chair – cadeira em forma de telefone

O designer alemão Ruud van de Wier criou uma cadeira que permite atender e/ou fazer chamadas com estilo (se bem que discutível) e menos ruído de fundo, a que chamou First Call Chair.

Esta cadeira tem a forma de um telefone antigo. É precisamente isso – a forma curvada junto à cabeça – que ajuda a diminuir o ruído de fundo. Por outro lado, esta forma atípica também não lhe dá grande conforto, algo propositado, uma vez que a intenção do criador não foi a de criar um local para relaxamento mas sim um para fazer chamadas de curta duração.

O preço ronda os 5 mil dólares, o que a torna mais apelativa para escritórios, aeroportos e salas de espera do que para uma casa. É essa, aliás, a intenção do designer.

Standard