geekices, opinião

Asus X551C – o balanço de um mês de utilização

Até há mais ou menos 1 mês atrás, tinha um desktop e um portátil. O primeiro já começava a mostrar o peso da idade, com um single-core a 2.88GHz (com overclocking) e 2GB de RAM; e o segundo mais ainda – 1Gb de RAM partilhado com a gráfica de 128Mb e um single-core de 1.5GHz.

Apesar do hardware legacy, conseguia que eles ainda fossem aguentando graças aos sistemas operativos de código aberto. Por exemplo, no portátil usava frequentemente um Tiling Window Manager porque estes, regra geral, utilizam muito poucos recursos que um gestor de desktop como o Gnome, KDESC ou XFCE. Apesar disso, ver um vídeo no Youtube, em HD, neste portátil era uma missão impossível.

Para tarefas que necessitavam de algum poder de computação, usava o fixo e até esse demorava mais do que devia. Por isso, a dada altura ponderei fazer-lhe uma atualização ao hardware. Depois de ver preços de processadores compatíveis com a motherboard do computador, possíveis boards novas e RAM, conclui que no meu caso o mais compensatório seria comprar um portátil novo e assim o fiz. A minha escolha recaiu sobre um Asus X551C.

Esta máquina não é nenhum topo de gama, algo que poderão confirmar com uma rápida pesquisa num motor de busca. O processador é um Intel Celeron 1007U com gráfica integrada Ivybridge Mobile e 4GB de RAM. E o disco nem sequer é SSD. Contudo, apesar destas limitações, o preço era demasiado convidativo para deixar passar a oportunidade.

Bem, estas limitações nem o são. Para a utilização que lhe dou (por exemplo, desenvolvimento web com HTML, CSS e Javascript), o hardware chega bem e sobra.

Quando comprei o portátil, ele vinha com o Windows 8 pré-instalado. Na loja, questionei o funcionário sobre a devolução do valor da licença e este indicou-me que a Rádio Popular não faz essa devolução. Para evitar andar meses a ter chatices, assim que cheguei a casa iniciei essa espécie de sistema operativo para poder fazer um DVD de backup dele (caso necessite de usar a garantia), experimentei-o durante 5 minutos e de seguida instalei o Ubuntu 14.04. Escusado será dizer, todo o hardware funcionou à primeira e a performance da distribuição da Canonical foi largamente superior à do sistema da Microsoft.

Um mês depois da compra (mais dia, menos dia), estou satisfeito com ela. O ecrã, admito, podia ser um pouco melhor e podia vir com um sistema operativo decente pré-instalado, mas tirando isso não tenho nada a apontar até ao momento.

Standard

4 thoughts on “Asus X551C – o balanço de um mês de utilização

  1. António says:

    Bom dia Bruno.
    Quando li este post de imediato achei de imediato que podia pedir ajuda.
    Tenho um ASUS X55U, com Win 8 e por várias vezes que tentei, sempre sem sucesso, instalar o Xubuntu. Já segui vários processos, parece que na minha máquina nenhum funciona. Nunca tentei instalar a partir de um DVD, é sempre numa pen. Será essa a razão? Qualquer dica importante era bem vinda. Obrigado.

    • Bruno Miguel says:

      Não sei qual será a razão, porque não há grande diferença entre USB e DVD. Já tentaste desativar o Secureboot ou ativar o modo Legacy na BIOS?

  2. Pedro says:

    Caro Bruno,

    Apanhei este teu post no feed do DebianPt.

    A Asus – a não ser que tenham mudado radicalmente a política deles – é a única empresa a trabalhar em Portugal que devolve o valor do SO embarcado nas máquinas que vende.
    Ainda para mais porque é a Microsoft que indica no EULA que se o utilizador com as condições deve devolver o software ao fabricante da máquina.

    Tenta contactar a Asus Portugal e expor a situação. Quando considerei comprar um eePC contactei a casa e disseram-me que isso seria possível, desde que cumprisse alguns passos mas não cheguei a comprar a máquina e não precisei de voltar a contactar a Asus.

    • Bruno Miguel says:

      Agora já não devo ir a tempo, porque aceitei a licença para fazer backup do sistema operativo, se bem que por informação incorreta do funcionário.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>